5 de nov de 2009

Família / Family

Ontem foi o aniversário da minha mãe.

A nossa relação não é muito fácil. Somos muitos diferentes, ela é uma pessoa particularmente complexa, com tendência a querer moldar-me muito à sua imagem, porque é isso que as pessoas fazem e pronto. Eu sei que não é por mal. Em contrapartida, sempre fui muito independente e até rebelde, quero ser como sou mesmo que não saiba muito bem o que isso é. Tenho imensos traços dela, claro, e noto isso cada vez mais com a idade.

Acho que a nossa relação melhorou muito quando estive doente. Talvez tenha sido a primeira vez que ambas baixámos as nossas defesas. Ela permitiu-se mostrar-se impotente, eu permiti-me admitir que precisava dela. Estar doente coincidiu (ou antecipou) o fim da minha adolescência e a partir daí tenho vindo cada vez mais a ver as coisas do ponto de vista dela, enquanto adulta. Acho que quando eu for mãe será outra vez um ponto de viragem. Ou nos aproximamos ainda mais, ou tornamo-nos estranhas por completo.

Fomos jantar fora e o único primo da parte da minha avó Aurora foi connosco. A mulher dele ficou em casa sob suspeita da gripe A... Durante o jantar falámos dos meus avós. Contámos histórias uns aos outros que eram só nossas. Ultimamente quando se fala neles mexe muito comigo, pois tenho medo de os esquecer. Afinal, ambos morreram quando eu era tão miúda. Mas mesmo que me esqueça dos pormenores a minha avó Aurora será sempre uma pessoa que me marcou.

E no fim do jantar o primo da minha mãe comentou que chegou a uma fase da vida em que decidiu deixar de ser diplomata, afastar-se das pessoas de quem não gosta e dizer o que sente àquelas de que gosta. E a minha mãe falou num email que tinha recebido sobre a importância do elogio que a tinha deixado a pensar nisso.

Por isso, em vez de falar na minha aula de hoje na Dotquilts ou nos progressos com as prendas de Natal, quis escrever sobre a minha família. Não é perfeita, longe disso, mas é a minha.



Yesterday was my mother's birthday.

We don't have an easy relationship, my mother and me. We are very different, she's a peculiar and complex person, with a strong tendency to shape me to her image, because that's just what people do. I know she doesn't mean any harm. On the other hand, I've always been very independent and rebel even, I want to be me even when I don't know exactly what that means. I'm a lot like her in some ways, of course, and I can tell that more and more as I grow older.

I think our relationship got a lot better when I was sick. That may have been the first time both of us lowered our weapons. She allowed herself to be powerless, I allowed myself to admit I needed her. Being sick happened to be (or brought with it) the end of my teenage years and since then I've been seing the world through her perspective, as an adult I mean. I think that when I become a mother myself it will be another turning point. It will either bring us further in synch or make us total strangers to one another.

We went out for dinner and the only cousing from my grandmother Aurora side of the family went along. His wife stayed at home because she might have H1N1... While there we talked about my grandparents and shared stories the others didn't know. Lately, whenever my grandparents come up in a conversation, I get all emotional, because I'm so scared to forget them. They died when I was so young. But even if I forget the details, I know my grandmother Aurora will always be someone with a great influence on me.

And by the end of the dinner, my mother's cousin said that he's come to a point in his life that he no longer cares about diplomacy, he wants to get away from the people he doesn't care about and tell the ones he does what he feels for them. Then my mother said she had read an email earlier that day about the importance of compliment and that had got her thinking.

So, instead of babbling about today's class at Dotquilts or the progress I'm making with the Christmas presents, I decided to write about my family. It's far from perfect, but it's the one I have.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails