16 de mar de 2010

True to the core

UPDATE: I managed to keep the deadline, I sure did. But it meant going to bed at 7 a.m. and the cerimony was at 11 a.m. and we still had a one hour drive to get there. ooops!!! The following night I slept like a baby!
I had to hand sew the biding and that took me a LONG TIME. I finished doing it in my bedroom bathroom not to wake up the husband. ahahaha This is a story i'll tell my grandchildren!
It looked great after finished and everyone loved it. Too bad I didn't have time to take pictures before giving it and was too embarassed to ask for it after giving it. Yeah, I know, I'm a dork!

Claro que a minha alma de jornalista só podia dar nisto: o baby quilt é para oferecer no sábado dia 20 e eu comecei-o no sábado dia 13. ehehe
Decidi fazer um disappearing nine patch para o quilt top - está giríssimo e muito colorido, posso já dizer - e hoje vou comprar o batting. Sou capaz de também comprar um sólido para o binding para não sobrecarregar a coisa (tinha escolhido um tecido de polka-dots em azul-turquesa mas acho que não chega).
Agora o novo dilema é a parte de trás. Quero algo simples, para poupar tempo e trabalho, sinceramente, e também porque a parte da frente já tem vida suficiente. Tinha reservado um tecido mas agora não gosto de ver, acho que é demasiado escuro e sério em relação à parte da frente. Sou capaz de fazer uma mixórdia qualquer com o que ainda lá tenho (se bem que estou a ficar um bocado forreta em relação a gastar os tecidos até ao fim - vejam lá a lógica disso, afinal comprei os tecidos para os usar, não?). Por isso, se calhar hoje também compro tecido para a parte de trás. É sempre uma boa desculpa para comprar tecido, afinal não compro nada desde o Natal :O
Penso que hoje consigo fazer a parte de trás E fazer a sanduíche. Amanhã "quiltaria". Depois de amanhã faria o binding (o meu pesadelo). A sexta-feira seria para os imprevistos - porque eu sei que não vou conseguir cumprir estes prazos que estou a impor a mim própria - ou, sendo optimista, seria para descansar. Ou para ir comprar roupa e sapatos para usar no baptizado no dia seguinte. Não me serve de muito levar uma prenda toda nice mas aparecer lá de calças de ganga, não é?



My journalist soul couldn't lead me anywhere else but here: the baby quilt is due on the 20th and I started it on the 13th. ehehe
I decided to do a disappearing nine patch for the quilt top - it looks great and very colourful, if I may say so - and today I'll go buy batting. I might also buy a solid fabric for the biding because otherwise it will look too "busy" (I had thought of a blue polka-dot fabric but I don't think I have enough).
Now my dilemma is the back. I want something simple, because to be honest I can't afford to waste time with it, but also because the quilt top is so colourful. I had a fabric in mind but now I don't like it anymore, I think it's too dark and grown-up compared with the quilt top. I might mix some large pieces of fabric I still have there (even though I'm not comfortable with using all the fabrics, which is so lame given that I bought them for that reason, go figure). So today I might also buy some fabric for the quilt back. It's always a good excuse to buy fabric, after all I haven't bought any since Christmas :O
I think today I could do the back AND pin the top, the batting and the back together like a sandwich (there's probably a specific word for this in english but I can't remember now). Tomorrow I would quilt. The day after tomorrow I would do the binding (my nightmare). Friday would be room for the unpredictable - because I just now I won't be able to keep up with this self-imposed schedule - or, if I'm optimistic, I could rest. Or I could go shopping for a dress and some shoes to wear on the cerimony. There's not much sense in giving such a nice present but showing up there in jeans, is there?


3 de mar de 2010

Good news or bad news?

As boas notícias:
entre as arrumações e os caixotes por causa das obras, encontrei alguns tecidos novos daqueles que recebi de prenda de Natal e dos quais já me tinha esquecido completamente. São verdes e azuis, por isso são perfeitos para o baby quilt que tanto me angustia de momento.

As más notícias:
não são realmente más, porque ter mais tecido do que pensávamos é sempre bom, mas agora que afinal tenho mais quantidade e variedade, terei mesmo de repensar o padrão do quilt...

Parece que a vida está a querer decidir por mim!



The good news:
while packing everything in boxes and going through stuff because of the house remodelations, I found some of the new fabrics I got for Christmas. I had forgotten about them completely. They are blue and green, which means they are perfect for the baby quilt that has been my angst lately.

The bad news:
it's not exactly bad news, because having more fabric than one had thought is always nice, but now that I have more quantity and variety of fabrics, I really will have to rethink my quilt pattern.

It seems as though life is giving me my answer!

1 de mar de 2010

Up in the Air


Não, não vou falar sobre o filme de Jason Reitman, embora o tenha visto e apreciado. Roubei-lhe o título só para fazer um trocadilho, pois na verdade até quero falar sobre o meu eventual excesso de optimismo (o que nem sequer tem nada a ver com o filme...).
Vou fazer o meu primeiro baby quilt e tenho um deadline. Isto de ser jornalista até às entranhas acaba por ser engraçado porque só sei viver com prazos, e normalmente estico a corda até mais não e na só mesmo na hora H é que termino de fazer alguma coisa. Mas cumpro sempre os prazos, isso é uma questão de honra (olha, outro título de filme... hmmm wonder why?).
Então... o deadline é 20 de Março, a data do primeiro aniversário e baptizado do bebé que será presenteado.
E... ainda não comecei. É verdade. Ainda não comecei. Já escolhi os tecidos e o padrão, o que já não é mau, visto que essa fase é, para mim pelo menos, ou ainda, uma das mais morosas.
Mas tenho noção de que estou a ser demasiado ambiciosa e de que provavelmente deveria escolher algo mais simples, que já tenha feito, quadrados ou pin wheel por exemplo, em vez de me lançar num padrão que ainda nem sequer está bem definido na minha cabeça e que vou a modos que inventar à medida que for avançando (estou a exagerar, eu fiz um desenho, ok?).
Só que estou um bocado limitada em termos de tecido - olhem para mim a arranjar desculpas para ir comprar mais LOL -, fui comprando alguns fat quarters já com este baby quilt em mente, entretanto vi um tecido para rapaz - o que costuma ser raro - que adorei mas cuja graça toda se perderá se o cortar em pedacinhos pequenos, enfim...
E, claro, também estou limitada em termos de tempo. Não faço a mínima ideia de quando é que vou ter tempo para me dedicar a isto, visto que entre acabar um trabalho, fazer obras em casa e organizar o babyshower de uma amiga, não sobra nada...

Por isso, o dilema do dia é: cair em mim e fazer alguma coisa mais simples? Ou acreditar que vou conseguir e seguir em frente?

E se sigo em frente e depois caio em mim???



No, this post isn't about Jason Reitman's film, though I have seen it and liked it. I just stole this title to talk about my possibly being too optimistic (which actually has nothing to do with the film...).
I'm making my first baby quilt and I have a deadline. Being a journalist to the core has its funny things: I live by deadlines, usually I postpone to the last minute possible and make it just in the nick of time. But I never miss a deadline.
So... the deadline is March 20th, the baby's first birthday and also he's baptism day.

And... I haven't started yet. That's right. I haven't started yet. I've chosen the fabrics and the pattern, which is something, since that part is, at least for me, at least for now, one of the most time consuming stages.
But I just know that I'm being too ambitious and that I probably should should something simpler, that I'm familiar with, like squares and pin-wheel, instead of a pattern that I have in my head and that I'll be making up while I'm going along (this is me exaggerating, I made a sketch, ok?).
It's just that my hands are a little tighed up in terms of fabrics - listen to me trying to make excuses to buy more LOL -, for some time now I have been buying fat quarters here and there with this baby quilt already in mind, in the meantime I found this great fabric for boys - which is rare - but I'll ruin it if I cut it into too little pieces...
And, also, obviously, I'm a little short on time too. I have no idea when I'll find the time to work on this, between finishing work I have, having a house makeover, organizing a friend's babyshower party...

Therefore, the question is: do I come to my senses and make something simpler? Or do I believe I'll be able to do this and go forward?

And what if I go through with it and then come to my senses???
Related Posts with Thumbnails