29 de nov de 2009

Compras e costurices / Shopping and sewing

Sou uma daquelas pessoas que gosta de dormir até tarde. Poucas coisas me fazem levantar cedo da cama a um fim-de-semana. Passear os meus cães é, obviamente, uma delas. Ir para uma acção do SOS Animal também. E costurar também.
Por isso, hoje acordei cedo e fui para a Arco Íris a Metro ter uma aula de costura com a professora Aldina. Já não ia a estas aulas desde o Verão, porque o horário não bate certo e além disso tenho andado mais virada para as aulas de patchwork na Dotquilts. Só que eu comprei um molde da Amy Butler para fazer uns aventais agora para o Natal e precisava de ajuda para fazer o primeiro, para depois dar início à produção em série. (Já agora: demorou mas já o acabei e ficou tãooooo giro).
Só que quando cheguei lá, a aula afinal não era de manhã... era só às 15h! Claro que não ia voltar para casa, gastar gasóleo e portagens, blablabla. Claro que fiquei lá e claro que o dinheiro que não gastei em gasóleo e portagens, blablabla, e muito mais, diga-se, gastei-o a comprar tecidos.
Ou seja, como devem calcular, não fiquei minimamente chateada por ter de fazer horas... Aquela loja é um paraíso para uma viciada em tecidos como eu!


I'm one of those people who like to sleep through the morning. There are very few things that get me up early on a weekend. Walking the dogs is, obviously, one of them. Volunteering in one of SOS Animal's campaigns is another. And then sewing is another.
So, today I woke up early and headed to Arco Iris a Metro to have a sewing lesson with Ms. Aldina. I haven't been to one of those since Summer, because the schedule doesn't work for me and besides I've been busy with the patchwork lessons at Dotquilts. The thing is I had bouth an Amy Butler pattern to do some aprons for Christmas and I needed help with the first one, before initializing the mass production. (By the way: it took me a long time but now it's finished and it looks sooooo great).
Except that, when I got there, the lesson was only at 3 pm! I wasn't going back home, spend gas and tolls and whatnot, obviously, so of course I stayed there and of course I spent all the money I saved on gas and tolls and whatnot, and then some more, buying fabrics!
It figures, I wasn't that upset to have to spend some time there... That shop sure is heaven for a fabric addicted like me!




O meu espólio:
My heritage:


Estes tecidos são oferta da minha sogra por isso estão à sua guarda e só depois do Natal é que vou poder brincar com eles...
This stash is a gift from my mother-in-law and are under her care so only after Christmas I'll be playing with them...

11 de nov de 2009

Linda menina / good girl

Tenho andado a portar-me muito bem. Todo o tempo livre que tenho (embora não seja muito, de facto) tem sido aproveitado ao máximo pois tenho muitas prendas de Natal por fazer.
Já estou bastante adiantada com a prenda da minha cunhada, que é, admitamos, a maior, embora não necessariamente a mais difícil. Deixo isso para os aventais, sem dúvida.

Fiz uma pausa na minha manta para o sofá, mas mesmo assim tenho tudo também muito adiantado.

E, last but not the least, ontem não fui sozinha à aula na Dotquilts! A minha grande grande grande querida e linda amiga Janeca também foi e começou um projecto muito giro: uma colcha aos quadrados só com tecidos sólidos de cores primárias para o sobrinho de 3 aninhos. A ideia dela é depois fazer um aplique de um carro em estilo naive num dos quadrados.

Volto em breve com fotos, prometo! Por agora... cá vou eu!



I have been behaving myself. All the free time I have (though it is not as much as I would like) has been occupied with sewing, for I have a lot of Xmas presents ahead. I'm deep into my sister-in-law's present, which is, let's say, the biggest endeavour, though not necessarily the most difficult. That I leave to the aprons, no doubt.

I'm taking a break of my sofa quilt, but it's not forgotten, on the contrary.

And, last but not the least, yesterday I didn't go alone to my class! My great great great dear and beautiful friend Janeca went along and started her own cute little project: a bed quilt with squares of solid primary colours for her 3-year old nephew. She also thought of doing an appliqué of a naive car in one of the squares.

I'll be back soon, with photos, I promise! For now... off I go!

8 de nov de 2009

My prayers have been answered

Um tutorial sobre como fazer o binding (a pior parte para mim) aqui.


A tutorial about the binding (the worst part for me) here.

6 de nov de 2009

Countdown

Faltam aproximadamente 50 dias para o Natal e quase todas as mulheres da família vão ser corridas a prendas feitas por mim. Dado que a minha experiência ainda é muito limitada e gosto de fazer as coisas com calma, diria que... hmmm... já devia ter começado??? Sobretudo tendo em conta que não vou ter muito tempo livre nos próximos fins-de-semana pois vou ter alguns cursos de formação (relacionados com o meu trabalho).
Mas eu sou daquelas pessoas que depende muito das ideias. Quando eu era jornalista, encontrar o título certo era tudo, depois podia escrever uma reportagem inteira num instante - já tinha o meu ângulo, o meu título. Isto é, enquanto não tenho uma ideia fico super angustiada. Depois de já ter a ideia, fico logo aliviada. Passar à acção a partir daí é a parte mais fácil.
Correndo o risco de algumas destinatárias dos presentes me estarem a ler, não posso adiantar muito mas... vou só dizer que estou particularmente entusiasmada com uma peça para a minha cunhada. Ela é artista (pinta, entre outras coisas) e há sempre uma espécie de competição muito divertida para ver quem oferece à outra o presente mais original. A peça que lhe vou fazer foi uma ideia minha, fiz o molde, tirei as medidas, escolhi e cortei os tecidos, mal posso esperar por a ter pronta. É a primeira peça para o Natal que estou a fazer e vai custar-me imenso esperar tanto para poder ver a reacção dela. O que vale é que no entretanto vou estar muito ocupada com os restantes presentes...



Christmas is more or less 50 days away and practically all the women in the family will be getting handmade presentes... by Daisy! Given that I have very limited experience and I like to take my time with each piece, I would say that... huh... I should have started a while ago??? Specially taking into consideration that I won't be having that much spare time in the next few weekends, because I'll be atending some classes (a work thing).
But I'm one of those people who depend a lot on ideas. When I was a journalist, finding the right title was everything to me, then I could write a whole article in a blink of an eye - because I already had my angle, my title. This means that until I have an idea, I'm in pain. After having an idea, I feel immediatly relieved. From that to making it a reality is piece of cake.
I won't be saying much about who will get what, because there is a chance they might be reading me now, but... I'll say this much: I'm really excited about the gift I'll be making for my sister-in-law. She is an artist herself (painter, among other things) and there is always a sort of really fun competition about who gets the other one the most original present. The piece I'm making is my own idea and design, I measured it, chose and cut the fabrics, oh and I just can't wait to have it ready! It's the first of the Christmas presents and it will be hard for me to wait until Christmas to see her reaction to it, but thankfully I'll be too preocupied in the meantime with all the other presents...

5 de nov de 2009

Família / Family

Ontem foi o aniversário da minha mãe.

A nossa relação não é muito fácil. Somos muitos diferentes, ela é uma pessoa particularmente complexa, com tendência a querer moldar-me muito à sua imagem, porque é isso que as pessoas fazem e pronto. Eu sei que não é por mal. Em contrapartida, sempre fui muito independente e até rebelde, quero ser como sou mesmo que não saiba muito bem o que isso é. Tenho imensos traços dela, claro, e noto isso cada vez mais com a idade.

Acho que a nossa relação melhorou muito quando estive doente. Talvez tenha sido a primeira vez que ambas baixámos as nossas defesas. Ela permitiu-se mostrar-se impotente, eu permiti-me admitir que precisava dela. Estar doente coincidiu (ou antecipou) o fim da minha adolescência e a partir daí tenho vindo cada vez mais a ver as coisas do ponto de vista dela, enquanto adulta. Acho que quando eu for mãe será outra vez um ponto de viragem. Ou nos aproximamos ainda mais, ou tornamo-nos estranhas por completo.

Fomos jantar fora e o único primo da parte da minha avó Aurora foi connosco. A mulher dele ficou em casa sob suspeita da gripe A... Durante o jantar falámos dos meus avós. Contámos histórias uns aos outros que eram só nossas. Ultimamente quando se fala neles mexe muito comigo, pois tenho medo de os esquecer. Afinal, ambos morreram quando eu era tão miúda. Mas mesmo que me esqueça dos pormenores a minha avó Aurora será sempre uma pessoa que me marcou.

E no fim do jantar o primo da minha mãe comentou que chegou a uma fase da vida em que decidiu deixar de ser diplomata, afastar-se das pessoas de quem não gosta e dizer o que sente àquelas de que gosta. E a minha mãe falou num email que tinha recebido sobre a importância do elogio que a tinha deixado a pensar nisso.

Por isso, em vez de falar na minha aula de hoje na Dotquilts ou nos progressos com as prendas de Natal, quis escrever sobre a minha família. Não é perfeita, longe disso, mas é a minha.



Yesterday was my mother's birthday.

We don't have an easy relationship, my mother and me. We are very different, she's a peculiar and complex person, with a strong tendency to shape me to her image, because that's just what people do. I know she doesn't mean any harm. On the other hand, I've always been very independent and rebel even, I want to be me even when I don't know exactly what that means. I'm a lot like her in some ways, of course, and I can tell that more and more as I grow older.

I think our relationship got a lot better when I was sick. That may have been the first time both of us lowered our weapons. She allowed herself to be powerless, I allowed myself to admit I needed her. Being sick happened to be (or brought with it) the end of my teenage years and since then I've been seing the world through her perspective, as an adult I mean. I think that when I become a mother myself it will be another turning point. It will either bring us further in synch or make us total strangers to one another.

We went out for dinner and the only cousing from my grandmother Aurora side of the family went along. His wife stayed at home because she might have H1N1... While there we talked about my grandparents and shared stories the others didn't know. Lately, whenever my grandparents come up in a conversation, I get all emotional, because I'm so scared to forget them. They died when I was so young. But even if I forget the details, I know my grandmother Aurora will always be someone with a great influence on me.

And by the end of the dinner, my mother's cousin said that he's come to a point in his life that he no longer cares about diplomacy, he wants to get away from the people he doesn't care about and tell the ones he does what he feels for them. Then my mother said she had read an email earlier that day about the importance of compliment and that had got her thinking.

So, instead of babbling about today's class at Dotquilts or the progress I'm making with the Christmas presents, I decided to write about my family. It's far from perfect, but it's the one I have.

4 de nov de 2009

Yes yes it's a happy day indeed

Mais um maravilhoso giveaway! Começo a perceber a lógica: isto é viciante! É tão fixe!!!

No blog Block Party! vão começar um quilt along e para assinalar estão a oferecer isto e isto. iuuupi! Ó tão bem que estes tecidos ficavam junto com os meus!!!

Participem também!!!



Another wonderful giveaway! I'm starting to get the feel to this: it's addicting! It's so cool!!!

At Block Party! they are starting a quilt along and to celebrate it they are giving this and this. iuuupi! These would look so good in my stash!!!

Try your luck!!!

Oh happy day!

No blog JayBird Quilts está a decorrer um giveaway que não podem perder! Bem, podem perder... e eu também... pois ainda não sabemos quem vai ganhar. eheheh


Jaybird Quilts is having a giveaway you just can't miss. Well, you can "miss" it... and so can I... because we don't know who'll win it yet. eheheh

3 de nov de 2009

Fazendo as contas / Doing the math

Estou muito orgulhosa: consegui avançar o suficiente na minha quilt para poder ir à aula esta semana com algo para mostrar. Tenho neste momento 176 triângulos cortados, cosidos e com as bainhas abertas. São 22 de 4 cores diferentes mais os respectivos 88 triângulos de cor base (alaranjado). E tal como a Luisa tinha dito bastou aplicar-lhe um bocadinho e fiz isto num instante (demorei aproximadamente 5 horas em todo o processo). O meu único problema de consciência é que me falta os quadrados da barra, já era suposto ter mais, só que esqueci-me de como fiz os que já tenho... A sério que gostava de não ser tão esquecida, mas tenho esperança que o patchwork me ajude nisso também, já que é tão terapêutico!



I'm really proud of myself: I manage to get a good advance on my quilt, enough so that I can go to my class this week with something to show. Right now I have 176 triangles, all cut, sewn and pressed. It's 22 from 4 different colours plus the corresponding 88 of the main colour (orangish). And just like Luisa had said it only took me a small effort and it didn't take that long (aproximately 5 hours for the whole process). The only thing that's weighing on my conscious is that I'm lacking the squares for the side bar, I was supposed to have more by now, it's just that I forgot how I made the ones I already have... I really wish I wasn't so forgetful and I'm hoping doing patchwork will help me with that too, since it's so terapeutical!

All I want for Christmas

Todos os anos por esta altura começam a perguntar-me o que vou querer receber no Natal. Todos os anos eu peço lãs porque Inverno é sinónimo de tricot... e todos os anos sou ignorada.
Este ano vou pedir tecidos e espero bem que o meu desejo seja atendido, visto que daqui até ao Natal tenciono aproveitar o tempo livre para fazer vários presentes e devo ficar um pouco desfalcada.
Já estou a fazer planos, mas não os vou partilhar, porque isso estragaria a surpresa...



Every year around this time people start asking me what I want for Christmas.
Every year I ask for wool because winter rhymes with knitting... and every year they ignore me.
This year I'm going to ask for fabrics and I sure do hope my wish comes true, because all the free time I manage until Christmas I'll be sewing some presents and that may reduce my stash considerably.
I have some plans, but I won't share them, or it would ruin the surprise...

2 de nov de 2009

Sooner rather than later

Adorei este tutorial e um dia vou pô-lo em prática.

(Foto by Laurraine Yuyama, do blog Patchwork Pottery)

I loved this tutorial and someday I'll give it a try.

Related Posts with Thumbnails